09 maio, 2009

elevadores panoramicos, La mancha, medo e coragem

Eu ando aleijada, já que eu rompi o ligamento. Logo eu subo dois andares de elevador. Ocorreu que depois do intervalo eu subi sozinha e isso me fez pensar (liguem o sinal de problema a vista) no fim do ano passado (La por outubro) eu fui pro Rio Grande do Sul. E no lugar onde eu fiquei hospedada tinha um elevador panorâmico. E sim. Eu tinha muito medo de elevadores. E tenho uma irmã bem mala. Eu subia e descia no elevador bem perto da porta, longe da porta de vidro. Mas um dia eu estava entrando no elevador e minha irmã me empurrou pra perto da parte de vidro.
Não preciso dizer que o coração foi a mil e me remeteu a um conto que li quando era menor “dom Quixote de La mancha”. Pra quem nunca leu é sobre um cavaleiro louco que dizia que moinhos eram gigantes.
Elevadores são coisas seguras, pelo menos, mais que aviões. Mas eu estava por três longos minutos lutando contra um. Meu medo me torturava e a coragem de dom Quixote também. Mas os moinhos não eram gigantes. E o elevador não era o anticristo. Então a viagem de elevador foi torturante aquele dia, mas tudo terminou bem. Eu venci meu medo. Pelo menos não me agarro mais no elevador. E dom Quixote, recuperou sua sanidade. Com eu prefiro acreditar, pra sempre.
Só que uma coisa não sai da minha cabeça. Os moinhos eram muito altos, então no fundo Dom Quixote estava certo.

Os moinhos eram realmente gigantes. E elevadores podem cair

3 comentários:

C. disse...

Esse foi um dos melhores textos que li aqui até agora, sem desconsiderar os outros.
Coragem é a capacidade de agir na presença do medo, e muitas vezes nem a coragem nao tem medo.

Magnólia-menina disse...

Gostei bastante do texto...
Já venci alguns dos meus medos,mas ainda tenho inúmeros,que me angustiam...

Sempre que posso releio "Dom quixote" é um livro muito bom...
é isso ... bjs :)

Faça a Diferença !!! disse...

É bom vencer os medos, não podemos ficar parados no mundo por causa deles.