04 maio, 2009

e quantos versos sobre nós eu ja guardei?



E era estranha a necessidade que ela sentia a necessidade dele. Não que isso nunca tenha acontecido antes, mas não de um jeito tão simples, não sem complicações. Só o sentimento. Uma coisa quase platônica, uma coisa comum. A simplicidade do dia a dia.

Simplesmente acredita numa pessoa, confia (já que não pode fazer mais nada alem disso), afinal não é nada dela, mas é muito para ela.

Não é amor, mas é gostar bastante. E não pode mudar seu próprio passado. Não tem culpa dos erros de outros, assim a única culpa que pode assumir é a de seus próprios erros. E tentou corrigi-los.

Mas tudo nela, ou é muito intenso ou então nem é. Não se tem culpa por sentimentos, mas sim por eles terem acabado. Porque sentimento de verdade só estaciona ou dá ré quando alguém da alguma mancada.

A culpa não foi dele eu te disse uma vez sobre as pessoas e a felicidade. Se a gente não encontra a gente vai atrás dela. Foi o que ela fez. E encontrou a felicidade que ela procurava em outro lugar.

Se um dia já não se via alegria, hoje ela tenta cada dia mais, tirar a tristeza




7 comentários:

Cansada de ser boazinha disse...

Humm.. que texto bonito!! Adoro reflexões...
Bjos!

Ed. G disse...

Boa noite amiga malagueta,

Antes de mais, queria aproveitar para dizer que, achei este, um espaço muito aconchegante e terno.

"O amor só se perde, quando começamos por nos perder" ,Ed.g


Um Bj carinhoso,

Aguardo por uma visita em Lusitana,

Ed.g

Loira e Morena disse...

Q lindo texto! Uma otima reflexão!

Beijaooo da Morena!

Atreyu disse...

Fiquei pensando como você agora..
Gostei muito do que eu li aqui =3

conversaatrevida disse...

'Não é amor, mas é gostar bastante'.

E sabe que na prática há uma ENORME diferença né?

O texto me lembrou uma frase (que não lembro o autor) que diz:
"Vou fingir que sou feliz pra saber como seria se eu o fosse "
Acho que é um jeito de 'se não vemos alegria, tentamos cada dia mais, tirar a tristeza '

bjo

Atrê

O Profeta disse...

A maresia adormeceu na areia
O mar transformou-se em espelho de água
Uma nuvem mirou-se nele
Verteu uma última gota de mágoa

Este sol que beija a ilha na manhã
Trás um sorriso cheio de mistério
Este verde orvalhado pela bruma da noite
É o tapete de um Deus no seu império


Convido-te a veres o teu mais profundo no “Espelho Mágico”


Doce beijo

C. disse...

´´Se um dia já não se via alegria, hoje ela tenta cada dia mais, tirar a tristeza .``

e que assim seja, finalizou com chave de ouro!!