16 maio, 2009

breve historia



eu odiava matematica. Aprendi a suporta-la. Ainda amo literatura, engulo livros. Devoro-os, quando leio não sou uma mulher com um livro,mas uma mulher com seu amante. Sou chocolatra,mas também aprendi a me controlar. Não tenho paciencia alguma,mas sei esperar pelo que quero. Sou muito ansiosa,tenho ideias do nada. Nunca me esqueço,mas tem poucas coisas que me lembre. Tenho uma familia imperfeita e gosto dela por isso. Minha mae me ensinou a me criar. E gosto de como ela me ensinou a ser madura. Tenho os amigos mais estranho possiveis,e os amo por isso. Sou apaixonada pelo meu nome,mas também pelo por do sol e boas musicas. Ja conheic muita gente e todo mundo me ensina alguma coisa. E gosto de pensar que ensino elas também.
Sou uma romantica incuravel,antigamente pensava que ter afeto era ter amor,hoje em dia sei que é bem mais dificil. Sei que algumas pessoas nasceram para fazer outras se sentirem melhor,e gosto de pensar que sou uma delas. Acredito em Deus,mas não em religiões.
Eu acredito no improvavel,acredito naquilo que eh impossivel
por que não eh só porque papai noel nao existe,que o natal acabou...
eu acredito em mim. E quer saber? eu acredito em você,no seu potencial.

Eu tomei uma escolha,
escolhi ser,
e você?

6 comentários:

O Sinuoso Deadend disse...

Eu também escolhi ser!!!!

Adorei! Me identifiquei muito com o texto, menos pela parte do romantismo (lado que preciso aprimorar).

Bye

Paciência, revolta e um pouco de lucidez ou falta da mesma. disse...

eu escolhi ser, e por isso ainda sou, antes de mais nada seu ;x
(L)

Bruno disse...

Muito bem. Acredito em deus, e muito..

Gostei daqui...
me visite!

Amiga do Cafa disse...

Bela escolha !
É uma escolha cheia de obstáculos, mas vale a viagem.
Boa semana

Simone Schuck disse...

"quando leio não sou uma mulher com um livro,mas uma mulher com seu amante" Clarice.

Somos "depois" do parecidas... Qual o teu nome amado?

Papagaio Mudo disse...

e uma sombra...









>¨<