25 julho, 2009

gufy, meu heroi

quando eu era pequena. Todo mundo aceitava numa boa eu dormir com um ursinho de pelucia.
Era sempre o mesmo. Um cachorro que lembra um baset,de olhos caidos e orelhas gigantes. branco com manchas marrons.
Ele fica em cima da minha cama. Deixo o verbo no presente,porque eu superei o que todos diziam.
que quando ouvesse o primeiro raio de homem,eu esqueceria. Mas quantas noites de pesadelos eu liguei chorando pra qualquer homem e eles estavam oucupados demais,dormindo ou curtindo a vida. Mas Gufy (o nome do cachorro). Estava sempre la, em cima da cama e eu quase o esganava de tanto que o abraçava e se fosse de verdade,provavelmente morreria afogado nas minhas lagrimas. Não era um cachorro, foi a primeira criatura que eu amei. E depois do primeiro raio de homem,depois do primeiro homem de fato,ele continuou la. A 16 anos aquele mesmo cachorro ainda toma minhas dores,ainda me faz compania nas noites frias,ainda me dispões seu silencio tão confortavel.
afinal,quem nunca abraçou um bicho de pelucia pra não enlouquecer?

4 comentários:

Fabi Celso disse...

gostei do post!
tô passando pra divulgar meu blog, passa lá... tô te seguindo.
:*

darsh. disse...

hahhaha minha heroína é a dolly, uma ovelhinha. durmo com ela até hoje :)

sblogonoff café disse...

Bom, eu nunca abracei pra esse fim!
Mas eu era pior. Quebrava copos.

Na época em que eu quis raspar minha cabeça, dei todos os meus bichinhos de pelúcia aos meus sobrinhos.
Hoje, novos amores, novos bichinhos, e um deles é um cachorro bem legal chamado Kaleo - que tem os olhos da mesma cor de quem me deu!Rs!
Viva o Gufy.
Que ele testemunhe venturas afetivas!!

Beijos

Fabi Celso disse...

aaah começa incrementando botando links de músicas, de livros, imagens.. depois tu bota outras coisas.. agora que tô fazendo isso com o meu!

obg por me seguir :D
:*